Domingo, 05 de Dezembro de 2021
26°

Muitas nuvens

Salvador - BA

Dólar
R$ 5,65
Euro
R$ 6,39
Peso Arg.
R$ 0,06
Cotidiano Mundo Cristão

Bispos católicos da Alemanha rejeitam “asterisco de gênero” na palavra Deus

O porta-voz da conferência disse que existem problemas mais urgentes para se tratar na igreja.

17/11/2021 às 16h43
Por: Carlos Sobrinho Fonte: Gospel Prime
Compartilhe:
Portão de Brandemburgo, em Berlim, Alemanha (Foto: Reprodução/Flickr)
Portão de Brandemburgo, em Berlim, Alemanha (Foto: Reprodução/Flickr)

Uma organização de jovens católicos da Alemanha sugeriu que um “asterisco de gênero” fosse acrescentado depois da palavra Deus, Gott em alemão. No entanto, a Conferência de Bispos Católicos Alemães rejeitou a proposta.

Matthias Kopp, porta-voz da conferência, disse à emissora alemã Sat 1, que existem problemas mais sérios para serem resolvidos. “O debate teológico sobre o assunto não é relevante no momento. Nós temos vários outros problemas para resolver na Igreja agora”, disse ele.

Ele ainda acrescentou que não podemos descrever Deus em palavras, pois Ele é mais do que o sol, a lua e as estrelas, não podemos alcançá-lo.

Deus de diversidade

Quem quis discutir a possibilidade de colocar um “asterisco de gênero” na palavra Deus foi a Comunidade Juventude Católica Alemã (KJG, sigla em alemão), que faz parte da Organização da Juventude Católica Alemã (BDKJ), contando com cerca de 660 mil membros.

 

“Cada vez mais fiéis estão desanimados com a imagem de um Deus masculino, patriarcal e branco e estão dizendo isso em voz alta”, sublinhou a KJG. Para Rebekka Biesenbach, assessora do grupo, Deus pode ser uma amiga, uma companheira e um amor, e Deus como Pai não cobre essas necessidades.

Em 2020, a Associação de Estudantes Católicos Alemães, que também é membro do BDKJ, decidiu usar a grafia Deus* para apontar um Deus de diversidade, saindo da imagem de um velho branco de barba que castiga, segundo o site Paulo Lopes.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias