Domingo, 05 de Dezembro de 2021
26°

Muitas nuvens

Salvador - BA

Dólar
R$ 5,65
Euro
R$ 6,39
Peso Arg.
R$ 0,06
Mundo Cristão Está escrito!

Jornalista cristão é preso por cobrir perseguição religiosa

Relatório mostra preocupação sobre perseguição religiosa na Nigéria.

16/11/2021 às 17h52
Por: Carlos Sobrinho
Compartilhe:
Moradores fazem funeral de 17 pessoas na Nigéria (Foto: Reprodução/Usman Stingo)
Moradores fazem funeral de 17 pessoas na Nigéria (Foto: Reprodução/Usman Stingo)

O jornalista cristão e porta-voz da União dos Povos Kaduna do Sul (SOKAPU), Luka Binniyat, foi preso por relatar a perseguição cristã em Kaduna do Sul. Ele afirmou que a sua prisão aconteceu depois que ele relatou a morte de 38 cristão por militantes Fulani.

“Eles me levaram ao Tribunal Chefe do Magistrado de Barnava, Kaduna, e me prenderam em uma pequena prisão, cheia de criminosos de aparência endurecida”, disse Binniyat.

Em uma comunicado através de um celular que Binniyat conseguiu, ele revelou ainda que esteve preso em condições desumanas e que ainda espera ser levado perante o juiz, temendo que sua vida esteja em perigo.

Samuel Aruwan, o Comissário Estadual de Segurança Interna e Assuntos Internos de Kadunaz que ordenou a prisão de Binniyat, alegou que Binniyat citou o senador danjuma Laah afirmando que Aruwan estava sendo usado para encobrir um genocídio contra cristãos  Kaduna do sul.

 

Outro jornalista de Kaduna, Steven Kefas, foi preso em 2019 pelos seus comentários sobre um político local na área do Governo Local de Kajuru, em Kaduna.

“Prender Luka significa desligar uma voz poderosa em SOKAPU. Sua altruísmo fará falta. Um enorme vácuo foi criado. Quem sabe , essa pode até ser a verdadeira intenção de seus carcereiros”, disse ele.

De acordo com um relatório da ICC, os doze estados centrais e do norte são de particular preocupação por incentivarem ou permitirem a implementação da lei penal Sharia e o uso de tribunais da Sharia para aplicar códigos religiosos islâmicos. Kaduna é um dos países que segue a Sharia.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias